Terça-feira, 4 de Janeiro de 2005

JARDIM DO LUAR

road_natural.jpg




Era tarde, e Alice não queria ir para
casa.....a noite estava fria, o jardim vazio, mas foi ali que encontrou a
presença que faz dela, hoje uma Alice diferente.


Chamou "Jardim do Luar",disse-lhe que
aquele lugar tinha tudo a ver com ela, uma mulher cheia de tudo e ao mesmo tempo
vazia de nadas.


Disse-lhe que tinha um sorriso lindo, que
era uma mulher_ menina, que tinha a pele virgem de tocares...mal ele sabia que
Alice era uma puta, era a puta  da Alice .


Olhou para ele, sorriu-lhe, disse que
essa pessoa era a Margarida, a que se perdeu nesta vida , a que foi menina , a
que foi feliz , a que foi amada e desejada pelos pais, aquela que ele olhava ,
era a unica mulher que existia dentro dela ...a outra tinha morrido.


Ele, tocou-lhe no rosto, olhou-a nos
olhos e disse que só via uma mulher ali, a unica que ele tocou no rosto, a unica
que lhe sorriu, a unica que sentia a sua presença a sua lado, a unica que ele
desejou naquela noite.....era a Alice que estava ali, sentada a sua lado,
olhando o luar.....era a sua Alice que descobriu naquele jardim coberto por tudo
e vazio de nadas.


Desde esse dia, Alice passou a ter alguém
, alguém que preenche os seus dias, nunca mais o encontrou...nunca mais viu o
seu sorriso, o seu olhar...todos os dias Alice antes de vestir o fato de puta,
sorri, olha-se no espero e sorri........seus olhos brilham, seu coração acalma,
seus pensamentos estão nessa presença que encontrou um dia no "Jardim do Luar".


Alice , a puta.......hoje não quer ir
para casa, e fica mais um pouco nos seus pensamentos.....na sua presença que
está dentro dela a todo o instante....Alice , a puta ....agradece por
existires......


 


 





</html>
publicado por scamuflada às 21:34
link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De Anónimo a 21 de Janeiro de 2005 às 22:56
Vejo-te de volta Sofia... Nossa quantas voltas a vida já deu.. uns ficam, outros vão.. Fiquei contente por te saber aqui. E que lindo conto contas :o). Nas tuas palavras bem contruidas espero este não ser parte de um retrato já vivido. A velha amizade, Um bjoecawireless
(http://blogalize.blogs.sapo.pt)
(mailto:ecawireless@msn.com)
De Anónimo a 21 de Janeiro de 2005 às 20:27
OLA :D participa no meu desafio sorriso. Manda-me o teu sorriso para o meu mail, esta tudo explicadinho no meu blog. APARECEPatrícia
(http://chamomepatricia.blogs.sapo.pt)
(mailto:noratlas@sapo.pt)
De Anónimo a 15 de Janeiro de 2005 às 12:38
Olá Miguinha, :) Tem histórias destas quase todos
os dias, em situações das mais dispares possíveis.
;) Bem construido o texto. :) beijokas e Bom Ano de 2005Jorge D'Alfange
(http://tounotop.blogs.sapo.pt)
(mailto:D_Alfange@sapo.pt)
De Anónimo a 6 de Janeiro de 2005 às 09:21
Mais vale sentir o calor uma vez e viver depois a recordação que nunca viver o momento de extase... Muito bonito. Beijo :))electra
</a>
(mailto:dessionario@msn.com)
De Anónimo a 5 de Janeiro de 2005 às 13:06
A Alice será sempre menina. E essa menina que à noite adormece, quando a Alice veste a sua outra pele, chora no silêncio dos seus sonhos..
Belo, apesar de toda a dor e tristeza.. Muitos beijosMaria Branco
(http://cumplicidadespartilhadas.weblog.com.pt)
(mailto:branco_maria@hotmail.com)

Comentar post