Quarta-feira, 18 de Fevereiro de 2004

EU

"Até agora eu não me conhecia.
Julgava que era um EU e eu não era
Aquela que em meus versos descrevera
Tão clara como a fonte e como o dia.

Mas que eu não era EU não sabia
E, mesmo que o soubesse, o não dissera...
Olhos fitos em rútila quimera
Andava atrás de mim....e não me via!

Andava a procurar-te_ pobre louca!_
E achei o meu olhar no teu olhar,
E a minha boca sobre a tua boca!

E esta ânsia de viver, que nada acalma,
È a chama da tua alma a esbrasear
As pegadas cinzas da minha alma! "


FLORBELA ESPANCA "SONETOS"
publicado por scamuflada às 20:41
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Anónimo a 25 de Fevereiro de 2004 às 03:27
Também adoro ler Florbela Espanca:)image
</a>
(mailto:sagit_126@hotmail.com)
De Anónimo a 18 de Fevereiro de 2004 às 21:07
Olá sofia, já me habituei a visitar o teu blog.
Gosto de ler tudo o que escreves.
Este poema tb. é muito bonito.
Guiomar
</a>
(mailto:cjoguiomar@hotmail.com)

Comentar post