Quinta-feira, 30 de Setembro de 2004

...

sleep03d.jpg

ficaram no silêncio...

ficou apenas o desejo das almas....

Nunca Se Sabe......o que acontece.....

quando o desejo vence a revolta das almas....

Nunca Se Sabe......
publicado por scamuflada às 22:44
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|
Quinta-feira, 23 de Setembro de 2004

RAPTO II

10043147.jpg
Decidi raptara-te a Ti,
E mesmo que não tragas contigo,
O teu rapto,
Podemos sempre criar o nosso rapto...

Vou efectivamente raptar-te,
E provavelmente, amordaçar-te,
...Não quero ouvir a toa voz,
Nem que gastes teus lábios a falar

Vou prender-te as mãos ao meu corpo,
e chicoteá-las cada vez,
que parem de me tocar

Se as tuas ancas ficarem estáticas,
Lançarei matilhas de lobos sobre elas,
Para que aprendas a não parar...

Vou Abraçar-te...
Mas esperar que me abraces,

Olhar-te,
Mas Esperar que cerres os olhos,

Cheirar-te,
E sufocar se não te exalares,

Abrir-te,
E fechar-te se não me quiseres,

No final, se pensares em ser encontrada,
Enviarei Mensageiros por todo o Universo,
E entrarei em sono profundo,
Dormindo em segredo, para contigo Sonhar.


publicado por scamuflada às 21:01
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Domingo, 12 de Setembro de 2004

A Alice a puta.....

puta.jpg




Acordo sem vontade de levantar o corpo da
cama.....outro dia igual a tantos outros, outro dia da minha puta de vida.


Mas é isso mesmo que eu sou, uma puta,
uma mulher que ganha dinheiro a vender o corpo, a fazer sexo pelo sexo, sem
sentimentos, sem entrega, sem amor. Amor?  Palavra que oiço apenas, nunca a
senti em mim...nunca soube que era amar alguém, será que é importante saber o
que é? Quem pode amar uma puta? Quem entrega o coração a uma mulher que faz sexo
pelo dinheiro? Ninguém, ninguém se entrega......ninguém.


Levanto-me e olho no espelho......viro os
olhos, não me quero ver, não quero ver a imagem de uma puta , de uma mulher
vazia, oca, seca.....aquela não sou eu! Não quero ser eu! Recuso o meu reflexo
no espelho.....mas sou eu que estou ali, aquela é a Alice, a que está todas as
noites naquela esquina escura e fria á espera que os carros parem, à espera de
homens nojento que procuram sexo num corpo jovem e que ainda é belo. Aquela
ali....é a puta da Alice.


Alice, meu nome de rua....meu nome de
guerra, nome que os clientes procuram, nome que o meu chulo me chama, nome
.......nome de puta.


Margarida, Margarida, já não consigo
dizer meu nome verdadeiro, nome que minha mãe escreveu ,nome que meu pai me
chamou" Margarida como uma flor" disse ele aos amigos, com os olhos brilhante e
felizes.....minha Margarida, minha filha. Onde se perdeu essa Margarida? Nada me
faz lembrar que um dia fui feliz, que fui criança, mulher, que fui alguém nesta
vida, com nome próprio , com amor, lágrimas , alegria com tudo...hoje não tenho
nada dessa vida, nem o nome, nem a flor...deixei tudo naquela terra distante e
bela. A Margarida morreu no dia que nasceu a Alice, essa é a que existe hoje,
essa sou eu....


Olho para o relógios, está na hora de
começar o ritual, de começar a vestir  a farda, Alice começa a surgir
......o espelho já conhece a imagem , já sabe quem está a preparar-se , não
reflectem a lágrimas que antes saiam dos seus olhos, já não se quebra quando ela
atirava as botas altas.......é tudo igual a todos os dia....a Alice puta está a
preparar-se para sair.....os homens esperam seu corpo para terem 20 minutos de
prazer.......e ela, será que tem 5 minutos de mulher desejada e amada? A Alice a
puta............





</html>
publicado por scamuflada às 23:42
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Sábado, 11 de Setembro de 2004

...

158-5884_Flor_papoila.jpg
estrei naquela estrada, senti o cheio da terra molhada e o vento nos meus cabelos,corri....
andei horas, dias, meses sem encontrar uma saída, mas meus pés nao me doíam, nao sangravam
apensa minhas mãos estavam cansadas de limpar as lágrimas do meu rosto.
Parei...olhei e vi o verde dos campos, ao longe vi a sua cor a esvoaçar, seus movimentos a charmar por mim...
era a papoila mais vermelha, mais fresca que existia naquele prado....achei que estava ali a minha salvação,o meu destido, a minha vida......corri, corri com todas as forças que tinha....mas a flor cada vez ficava mais longe, mais distante, longe do alcance dos meus olhos...meu Deus é impossivel, estou a correr na direcção certa, estou a vê-la aqui tão perto de mim..porque se afasta? porque não me deixa chegar perto?
Agora sei....é o meu destino, a minha vida que está nauela papoila vermelha, de cor de sangue...ainda não é altura de chegar junto dela......ainda tenho que voltar á estrada, continuar a correr pela vida porque o meu destino foge-me , ainda não chegou a hora de olhar a papoila vermelha nas minhas mãos.....

publicado por scamuflada às 21:57
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
|
Domingo, 5 de Setembro de 2004

...

ledo_engano.jpg
publicado por scamuflada às 16:50
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Quarta-feira, 1 de Setembro de 2004

...

duvidas.gif
publicado por scamuflada às 00:26
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. FORÇA PORTUGAL

. feliz páscoa...a todos!

. ...

. ...

. um mão...

. amizade

. chocolate

. sem palavras

. ...

. ...

.arquivos

. Junho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds