Quinta-feira, 29 de Abril de 2004

RAPTO....

volupia.jpg




decide fazer o que me apetece


decide raptar te do teu
mundo....


imaginei os pormenores todos
......


as armas que ia usar......


consegui roubar-te dos teus
sonhos


e ficas-te só para mim.....


despi as minhas roupa, fiquei
nua.....deitada no chão


comecei a percorrer o meu corpo
com as minhas mãos


senti a minha pele quente, meus
lábios húmidos


imaginei os teus dedos a apertar
as minhas coxas


meus mamilos estavam rijos,
sedentos da tua língua


apertei-os ao de leve, gemi....e
continuei...


desci as minhas mãos seguindo as
tuas pelo meu ventre


até que cheguei ao meu
sexo.......


senti o seu calor, a sua
pulsação......


sonhei como te perdias nele ,
como o beijavas..gemi de novo


aumentei o ritmo das minhas
mão.....


senti prazer....senti o prazer
que tu gostas de sentir,


que tu gostas de ouvir


senti as tuas mãos a receber o
meu orgasmo


raptei-te  hoje do teu
mundo e entras-te no meu pensamento


agora posso-te devolver....podes
voltar aos teus sonhos


 





</html>
publicado por scamuflada às 21:45
link do post | comentar | ver comentários (21) | favorito
|
Quarta-feira, 28 de Abril de 2004

ESTRANHA....

estranha05.jpg




que se passa?


porque não te vi hoje?


dizes que sou estranha, misteriosa


que sou...que sou....que sou.....


ainda sou assim tão estranha para ti?


disseste que aprendeste a gostar de mim....


aprendeste a gostar da minha forma estranha de
te ver?


a minha forma misteriosa de me esconder?


as minhas fugas das palavras que não quero
dizer?


que se passa, porque não te vi hoje?


aprendeste a fugir de mim?


ensina-me a não fugir, a deixar de ser
estranha....


ensina-me a gostar de ti....





</html>
publicado por scamuflada às 21:55
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
|
Terça-feira, 27 de Abril de 2004

FOLHA DE PAPEL......

palavras05.jpg




apetece-me escrever no teu
corpo.....


não tenho papel em branco,


a tua pele é a folha mais
virgem de letras


escrevo palavras soltas,
palavras mágicas,


risco, rabisco e risco de novo,


percorro as tuas costas, o teu
peito


as palavras estão soltas,
livres


dançam uma dança invisível


perguntas-me que faço,


escrevo o meu amor no teu
corpo,


não precisas de juntar sílaba
por sílaba


não necessitas de saber o que
elas dizem


apenas precisas de sentir o
quanto te amo


está no teu corpo a minha
confissão....


está no teu corpo o meu
testemunho....


és a folha em branco mais fácil
de ser escrita.





</html>
publicado por scamuflada às 22:05
link do post | comentar | ver comentários (25) | favorito
|
Sábado, 24 de Abril de 2004

ATRACÇÃO....

fdotabelaa.jpg




Atracções...



Olhaste para mim



mas eu logo não percebi



Voltas-te a olhar para mim



mas dessa vez eu te compreendi



Pensaste que te estava a gozar



mas erraste, eu estava-te apenas a apreciar



a conversa surgiu depois do olhar



e assim continuou até ao alto luar



Depois de tanta hesitação



surgiu o primeiro beijo de atracção



podia ter ficado por aí, mas não



encontrámo-nos e demos continuação



Continuação essa que por vezes parece irreal



os teus beijos, o teu cheiro, o teu corpo, o teu olhar



tudo é bom demais, até a tua maneira de conversar



eu por vezes até penso que estou a sonhar



mas aí acordo e deparo com algo para enfrentar.

 





</html>
publicado por scamuflada às 19:46
link do post | comentar | ver comentários (20) | favorito
|
Quinta-feira, 22 de Abril de 2004

PARTIDA....

desejo_de_amar.jpg




_ Amor , acorda, temos que nós
despachar.....tenho um comboio a apanhar.....vou tomar banho...anda também
mor....


como sempre , nem te respondi,
ouvi o que acabaste de disser, mas tuas palavras ficaram a pairam no meu
pensamento. Levantaste e foste tomar um duche , esperavas que fosse atrás de
ti....mas nem forças tinha para levantar-me , não aceitava que estava tudo a
acabar.


passo a mão pelo teu lado na
cama, sinto o lençol húmido e quente, sinto-te aqui ....deitado a meu lado,
donde nunca devias ter saído. Viro-me para esse lado, onde te sinto, meu corpo
está  indefeso, gasto , reduzido .....ainda não partiste e já sinto a tua
ausência.....


voltas do banho e dizes"
mor.....esperei por ti.....não vais tomar duche? porque não foste ter comigo?"


outra vez  não obtiveste
resposta mim, parece que deixei de saber falar, minhas palavras estavam
encerradas para te responder......não queria dizer-te nada, apenas queria-te
amar, sentir-te .....


levantei-me e cheguei junto de
ti.....estavas molhado e com uma toalha pequena em volta da cintura, olhei-te
nos olhos e beijei-te, a face, o pescoço, a boca e comecei a descer pelo teu
peito, onde me perdi nele........"mor......temos que nós
despachar.....pára.....não temos tempo......olha as horas mor....pára....."


sabes que não te respondo ,
estou muda para ti, e deixas-me continuar e amei-te como se fosse a ultima
vez......"vou ao duche , disse-te , em voz sumida....."


ouvi lá longe tu a dizeres para
me despachar, que estava na hora de ir-mos embora.....desejei que perdesses o
comboio, que já tivessem partido todos, que houve uma revolução nas ruas que não
te deixassem chegar à estação...desejei tudo para não te ires embora......


sai do duche com uma calma
insuportável, parecia que tudo que fazia demorava uma eternidade.....não queria
aceitar que estava no fim.....que tinhas que ir embora......


"mor....que se passa contigo?
não disseste uma palavra, que tens mor?


novamente sem resposta, já
devias saber o que tinha, o que queria, o que sentia, estás-me a perguntar, por
perguntar? poupa-me com as tuas perguntas , sabes as respostas todas.....


estamos prontos para sair do
quarto, beijas-me e dizes-me "foi um dos dias mais felizes da minha vida, amo-te
amor....."


sento-me na cama, meu corpo não
reagia a nada, parecia que estava amarrada sufocada, sentia o meu coração a
explodir de raiva de ira, queria gritar , berrar, espernear...queria .....que tu
não partisses....


"mor....não me vais levar á
estação? temos 15 minutos para chegar .....ainda perco o comboio....anda amor,
não fiques assim......assim custa mais..."


estúpido, parvo, era isso mesmo
que queria, que perdesses esse maldito comboio, que não existisse
comboio......tanto que desejei ver o comboio a entrar na estação e a trazer-te
para mim....como odeio agora ver o comboio a levar te de mim.....


" mor , não vou contigo à
estação...fico aqui.....não quero-te ver a partir ....não quero despedir-me ,
apenas te digo « até logo» meu amor......não quero chorar, nem recordar que
amanha não estas aqui.......amo-te mor....."


dás-me um beijo na testa,
passas tua mão pelo meu rosto e dizes em voz sumida, quase silenciosa" amo-te
mor.....depois ligo-te quando chegar....."


começas a caminha para a porta,
levas o meu coração cheio de alegria, de amor, de saudade e já nem ouves a minha
pergunta.....


"quando voltas mor........."


"


 





</html>
publicado por scamuflada às 22:20
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
|
Quarta-feira, 21 de Abril de 2004

HOTEL

sexo_cama.jpg




_ Pensavas que não vinha
ter contigo , meu amor?


Não lhe respondo, bem sei que
disseste que querias ver-me a esperar por ti....


olho para ti e vejo nos teus
olhos saudades, desejo, amor....vejo-me a mim neles. Ainda não paraste de falar,
da viajem, das prendas que me trouxeste , para onde vamos .....interrompes a
conversa para me beijares, não paras de me beijar.


chegamos ao hotel, olhas para
mim surpreso e perguntastes que eu andei a preparar, o que te espera, não paras
de fazer perguntas nem de me beijar. Respondo-te para não perguntares mais nada,
apenas para me beijares e seguires-me.


Entramos no quarto, o quarto
que nos esperava, o que ia ser testemunha do nosso amor......


olhei para ti e disse-te,
"finalmente chegas-te para mim, amor", beijei-te com toda a paixão, com todo o
amor que sentia naqueles meses todos sem te ver......como te amava!


nossos corpos começaram a dar
sinais de desejo, o que falávamos todos os dias ao telefone, agora eles estavam
juntos, sentiam um ao outro.


começaste a desabotoar-me a
blusa, botão a botão, beijaste-me o pescoço, o peito e descobriste os meus
mamilos , que estavam sedentos da tua língua quente.


abraçava-te e desejava-te ,cada
vez mais, meu corpo não sabia o que era esperar, já tinha esperado tanto
tempo.....agora estava desassossegado...queria-te sentir dentro dele.


fizemos amor ali no chão
daquele quarto frio , mas quente e barulhento com os nossos gemidos de
prazer....."como te amo, amor.....tinhas tantas saudades tuas...." disseste-me
numa voz sumida junto do meu peito...... repondo-te "sabes que eu esperava por
ti.....estou sempre à espera de algo teu, sei esperar...ensinaste-me a
esperar...." "que estás a dizer? dizes tu admirado"


apenas olho para ti e digo-te:


_ " estou a responder à
pergunta que fizeste quando te beijei..... e agora olha para mim , ama-me com as
tuas mãos com o teu corpo com o teu olhar .......daqui a pouco tenho que te
levar à estação.....tens um comboio  à espera...."


apenas te senti dentro de
mim.....e esperei que a hora chegasse da tua partida, tal como esperei pela hora
da tua chegada.......


 


 





</html>
publicado por scamuflada às 21:39
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
|
Terça-feira, 20 de Abril de 2004

COMBOIO

comboio6g.jpg





toca o telefone
.......eras tu....


_ entrei agora no
comboio, vais-me buscar à estação? devo chegar por volta do meio-dia, quero-te
ver à minha espera....amor.


_ sim, claro que estou à
tua espera.


desligo o telefone e
começo numa roda vida. Tinha que estar tudo perfeito até ao meio - dia, tinha
que estar bela, radiante.


olho pró relógio, falta
10 minutos, parecem uma eternidade. Ando num lado pró outro acendo um cigarro e
depois outro, parece que os ponteiros pararam.....falta pouco meu amor para te
beijar.


vejo ao longe o comboio
a entrar na estação, começo a andar em direcção ao cais de chegada, meu coração
começa num batimento irracional, minha mãos começam a suar, já não ouço vozes de
ninguém apenas o barulho do comboio a anunciar a sua chegado ao destino .tu
estavas dentro dele, estavas a chegar a mim.


olha para os passageiros
a desceram do comboio, não te vejo, parece que todos já saíram , onde estás meu
amor? já não aguento mais ......meu coração começa a dar sinais de
preocupação...que se passa ? porquê não desces ? onde estás meu amor?


sento-me num banco e
fico a ver os reencontros, os abraços e beijos , os que saem apressado e começar
a correr para ir apanhar outro transporte , acendo outro cigarro , mais um amor,
eu sei que não gostas que eu fume, mas .....onde estás? porquê me fizeste isto?
que aconteceu? porque me mentiste?


começo a fumar e minhas
lágrimas começam a correr pelo meu rosto, a estação começa a esvaziar , volta de
novo o silêncio e eu continuo à tua espera, talvez tenhas perdido este comboio,
talvez tenhas mudado e deve estar a chegar o comboio que te traz a mim......


acabo por desistir e
começo a levantar-me devagar, vou embora nem olho para trás...sei que não
vens....porquê me fizeste vir aqui? porquê me telefonas-te para te vir buscar?
porque não disseste
nada?


começo a andar devagar
pela estação, não vejo nada nem ninguém, sons não oiço nenhum , apenas os meus
pensamentos e minhas lágrimas que fazem barulho a pingar dos meus olhos......."A
menina está bem? precisa de alguma coisa?" pergunta-me um senhor de idade, nem
consigo responder e continuo a andar......apeteceu-me responder que sim , que
precisava do meu amor que devia ter vindo daquele comboio, precisava de
ti...como te odeio.


estou a sair da estação
quando oiço ao longe" mor....., onde vais? não esperas por mim?"


olho para trás e vejo-te
a correr em minha direcção, fiquei parada, nem reacção tive, onde estavas? donde
apareces-te?


beijas-te, abraçaste-me
pegaste ao colo, beijas-te e de novo beijaste-me........nem uma pergunta fiz,
estava em silêncio só minhas lágrimas corriam , e beijava-te abraçava-te e
chorava.....


"como te amo meu
amor.....achas que eu não vinha ter contigo? tenho tantas saudades meu amor,
como te amo tanto"


"anda mor.....o hotel
esta marcado, estamos a perder tempo......e não voltes a fazer-me esperar,
detesto esperar........já esperei tempo demais por ti."





</html>
publicado por scamuflada às 21:43
link do post | comentar | ver comentários (29) | favorito
|
Domingo, 18 de Abril de 2004

CONVERSA....

Palavras_de_alguem.jpg






vamos ter a nossa conversa
.....


aquela conversa que nada
precisamos de dizer


aquela conversa de silêncios ,
que sabemos tão bem fazer.


nossos corpos estão ausentes,
apenas nossas almas conversam


eu sei como estás, estás triste


tu sabes como eu estou, estou
feliz....


a ausência de palavras fazem da
nossa conversa só nossa


sei que estás a sofrer, que
choras , que tens medo de ti


sabes que estou feliz, que
brilho como as cores do arco-íris


sabemos , porque eu vivo dentro
de ti


tu vives dentro de mim.....


dou-te aconchego, dou-te paz,
sem uma única palavra dizer


fazes-me brilhar ainda mais,
fico mais feliz


porque sei, que habito dentro de
ti.....e tu....dentro de mim.


Amanhã voltas aqui, a este
banco, e falamos de novo


em silêncio.....


 






publicado por scamuflada às 21:30
link do post | comentar | ver comentários (23) | favorito
|
Sábado, 17 de Abril de 2004

...

losmendigosfinishedpat.jpg






estava um dia lindo,
cheio de sol , decidi ir passear.


Adoro a Baixa, as suas
ruas com movimento, cheias de gente de lá para cá , silenciosas,  envoltas
em suas pensamentos. Eu era mais uma dessa pessoas.


Caminhei sem destino,
apenas caminhava quando ouvi uma voz sumida , tímida a pedir-me uma moeda.
Levantei os olhos do chão e vi , quem falava comigo. Uma criança com pouco mais
de sete anos, com uns olhos lindos mas muito tristes, pouca roupa e a que tinha
estava imunda de sujidade, sapatos rotos e grandes, um boné gasto e uma mão
estendida para mim.


Parei , e fiquei a ver
aquela criança sem uma palavra dizer, não conseguia falar. Meus pensamentos
começaram a divagar e por aquele momento tudo me passou pela
cabeça......Perguntei se tinha fome, se queria ir lanchar comigo, respondeu-me
que ainda não tinha comido hoje e aceitou.


fomos lanchar, sentou-se
numa cadeira ao meu lado e pediu o que lhe apeteceu.....perguntou-me se não
comia nada, pois só tinha pedido um café para mim, respondi-lhe que não tinha
fome ........


Falamos de tudo,
falou-me que não sabia ler nem escrever, que não tinha amigos de brincadeiras,
que não tinha pai e que não sabia o que era carinho de mãe.......que nem a
conhecia.


Eu pouco ou nada falei,
limitei-me e vê-lo comer e a falar ao mesmo tempo....as minhas palavras nada
serviam para ele. Apeteceu-me levar-te para minha casa, dar-te banho, vestir-te
roupa lavada , deitar-te numa cama com lençóis lavados e quentinhas e sobretudo,
sentar-te ao meu colo e dar-te carinhos, amor paz...coisas que tu nunca
conheces-te. disseste-me que não podias ir comigo, que a rua era a tua vida ,
que precisavas de ganhar dinheiro....que mesmo assim eras feliz à tua
maneira.....Disse-te onde podias-me encontrar, onde estava sempre e que era a
partir daquele momento a amiga que nunca tiveste......apenas perguntei:


_ Como é ser feliz à tua
maneira?


A resposta que me deu
foi um longo sorriso e um "até amanha , amiga".





</html>
publicado por scamuflada às 22:35
link do post | comentar | ver comentários (18) | favorito
|

DESABAFO...


</head>



entrei neste mundo da blogosfera por mero acaso, um amigo tinha um blog e fui
espreitar , gostei e achei que era o espaço indicado para escrever as minhas
palavras. E assim foi....comecei devagarinho e sem nada perceber disto.


Comecei a editar e foi com grande satisfação que vi os comentários, era sinal
que alguém lia e visitavam-me. E assim comecei a navegar neste mundo a visitar
outros blogs, a comentar e a eleger os meus preferidos.


Foi com surpresa minha que constatei esta semana que  afinal este mundo
não é só de letras, pensamentos e sonhos. Existe algo mais , que por mais que
tente entender não consigo perceber. Não uso o blog para criar amigos, paixões
ou afins , uso apenas para escrever o que sinto, tal como agora , e sinto-me
triste que pessoas tenham usado este mundo com outros pensamentos.


Hoje sinto-me triste por ter descoberto que por detrás de um blog onde se
pode ler e sonhar com as palavras existe algo mesquinho e sem princípios. Foi
com tristeza minha que vi alguns dos meus preferidos blogs terem desaparecido e
eu de não ter nada a ver com as ditas "guerras" , fiquei privada das palavras e
dos sonhos que gostava de ler.


Nada tenho a ver com esta "guerra" e por ser assim irei continuar aqui no meu
cantinho , a escrever, a rir, a sonhar a ser "eu" principalmente e continuarei a
visitar, comentar, onde sempre achei que mereciam a minha palavra.


É um desabafo, e acho que quem me visita deve entender .........


 





</html>
publicado por scamuflada às 16:52
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. FORÇA PORTUGAL

. feliz páscoa...a todos!

. ...

. ...

. um mão...

. amizade

. chocolate

. sem palavras

. ...

. ...

.arquivos

. Junho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds