Quinta-feira, 29 de Julho de 2004

FALAR DOS MOMENTOS.....

kiss.jpg




só de falar de momentos
não chega


para acalmar o meu
coração


preciso de sentir-te a
olhar


para o mesmo céu que eu


quando acho que sou
tua...


afastas-me com a tua
frieza nas palavras


quando eu te peço que não
fujas


acusas-me de todos os
males do nosso amor


quando te peço de novo um
momento


tu respondes-me que
precisas de mim... sempre


quando sabemos que
lutamos pelo impossível


tu respondes-me que eu
sou a tua possibilidade de ser feliz


quando eu te peço que te
entregues... só por um momentos apenas....


beijas-me e pedes-me
todos os momentos


pedes-me o que não te
posso dar....pedes-me a minha vida.....





</html>
publicado por scamuflada às 23:04
link do post | comentar | favorito
|
14 comentários:
De Anónimo a 22 de Agosto de 2004 às 03:02
sim apeteceu-me ler-tericardo
(http://livroembranco.blogs.sapo.pt/)
(mailto:ricardo17111973@hotmail.com)
De Anónimo a 9 de Agosto de 2004 às 22:06
[ … venho deixar de boa fé o aroma de cachimbo e o sabor do café: http://pipetobacco.blogs.sapo.pt … ]pipetobacco
(http://pipetobacco.blogs.sapo.pt)
(mailto:pipetobacco@sapo.pt)
De Anónimo a 8 de Agosto de 2004 às 22:12
pede-se tudo. se tb se der tudo... TCA
(http://riscos.blogs.sapo.pt)
(mailto:alvestc@sapo.pt)
De Anónimo a 4 de Agosto de 2004 às 14:31
Já que não dás a tua vida, porque não dar o teu melhor?Júlio
(http://www.espacoj.blogs.sapo.pt)
(mailto:julio.cesar.pinho@sapo.pt)
De Anónimo a 2 de Agosto de 2004 às 16:03
Um jogo de ficar ou partir...um jogo de palavras de frieza de carinho...a vida apenas a ti te pretençe... maior dádiva que pdoes dar é deixares alguem entrar na tua vida... nela participar...BeijinhosLuar_Triste
(http://www.luartriste.blogs.sapo.pt)
(mailto:luar_triste@iol.pt)
De Anónimo a 2 de Agosto de 2004 às 11:49
Sofia, este é um magnífico exercício expressando a futilidade dos "pactos" que por vezes fazemos com as emoções...Gostei muito, boa semana para ti :-)Dora
(http://levementerotico.blogs.sapo.pt/)
(mailto:ledamadrugada@yahoo.com)
De Anónimo a 2 de Agosto de 2004 às 00:31
"Os poemas são pássaros que chegam não se sabe de onde e pousam no livro que lês. Quando fechas o livro, eles alçam vôo como de um alçapão. Eles não têm pouso nem porto alimentam-se um instante em cada par de mãos e partem. E olhas, então, essas tuas mãos vazias, no maravilhado espanto de saberes que o alimento deles já estava em ti"
Adorei este cantinho... Vou voltar mais vezes...Ruca
(http://rucasplace.blogs.sapo.pt)
(mailto:rucka@netcabo.pt)
De Anónimo a 2 de Agosto de 2004 às 00:06
oi!
falar de momentos sem os ter por vezes provoca uma imensa dor...
jinhosMiss Devil
(http://missdevil.blogs.sapo.pt)
(mailto:Miss-Devil@sapo.pt)
De Anónimo a 1 de Agosto de 2004 às 09:07
Olá Sofia! Voltei de férias e vim ler-te de novo. O amor é em si mesmo uma contradição. Tantas vezes, nos pedem o que não podemos dar ou não nos pedem o que queríamos que pedissem! Mas que faríamos nós sem amor? Beijinhoslique
(http://mulher50a60.blogs.sapo.pt/)
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 30 de Julho de 2004 às 22:43
E perdes-te com ele, "porque o mundo é o momento":-) Estou a gostar muito. Continuação;) bjs*wind
</a>
(mailto:sagit_126@hotmail.com)

Comentar post